segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

CEA Polonês encerra as atividades do período de 2012

Após um ano repleto de atividades, visitas e eventos, o Centro de Educação Ambiental Polonês encerra suas atividades do período de 2012.

Agradecemos aos que participaram destes maravilhosos momentos de reflexão e conscientização conosco e lembramos que nossas atividades retornam em fevereiro de 2013.

Desejamos à todos um Natal cheio de luz e um ano novo cada vez mais verde.

São os votos de toda a equipe do CEA Polonês.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

CEA Polonês recebeu 1º Workshop Internacional sobre recursos hídricos


Nesta segunda-feira (10/12), o Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini - CEA Polonês, recebeu o 1º Workshop Internacional sobre Integração Técnica e Científica para o Planejamento, Gestão e Recuperação de Bacias Hidrográficas, uma parceria da Prefeitura Municipal de Campo Grande com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

O evento, contou com a participação da equipe européia SERELAREFA (Semillas Red Latina Recuperación Ecosistemas  Fluviales y Acuáticos). A organização não governamental, viaja o mundo propondo ações e firmando parcerias com instituições de pesquisa que demonstram sensibilidade para a questão dos recursos hídricos.

Como atividades do Workshop, foram apresentados trabalhos internacionais, por intermédio da SERELAREFA e experiências locais, desenvolvidas pela Prefeitura de Campo Grande e pela UFMS.

O engenheiro civil e membro da secretaria técnica da SERELAREFA, Andrea Nardini, elogiou o trabalho que tem sido realizado na Capital e afirmou estar “Surpreendido com a parceria entre a Prefeitura, empresas e instituições que trabalham em prol dos recursos hídricos na região”. Em sua apresentação salientou a importância dos rios para a biodiversidade “Os rios não transportam só água, mas como sedimentos e vidas. A qualidade hidromorfologica é muito importante, e cada rio tem a sua particularidade”.

Segundo Denise Gálico Marroni Name, diretora do Departamento de Licenciamento e Monitoramento Ambiental (DLMA) o evento viabilizou uma abordagem mais detalhada sobre a conservação dos recursos hídricos, verificando quais as principais necessidades e possíveis melhorias. Denise afirmou “A participação da SERELAREFA, permite um intercâmbio de ideias, sendo uma excelente maneira de adquirir conhecimento e potencializar resultados”.

No período da manhã houveram as apresentações e no período da tarde foram realizadas visitas técnicas na Central de Controle Operacional da empresa Águas Guariroba e na Bacia Hidrográfica do Guariroba, onde os participantes puderam observar e registrar de perto o que está sendo executado na região através do programa Manancial Vivo, da Semadur.







Gabriela Zaleski
Katia Tavares DRT/MS 352

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Pé de acerola carregado embeleza o CEA Polonês

O pé de acerola do CEA Polonês está carregado de frutos

A frutinha vermelha, embora pequena, possui mais vitamina C do que muitas laranjas juntas. Além disso, é fonte de vitaminas A, B1 e B2 e altamente indicada para casos de gripes, afecções pulmonares, doenças do fígado, nasais e gengivais, tuberculoses pulmonares, diabetes, disfunções do fígado, cicatrizações difíceis e diarréias.

A acerola prefere regiões quentes e sofrem variações de cor, tamanho e formato por possuir várias espécies. É extremamente frágil e permanece no pés apenas dois dias após sua maturação.
Quer fugir do tradicional suco? Nós ensinamos você a fazer uma deliciosa geléia de acerola. Confira.

Receita de geléia de acerola

-Ingredientes:

-1 kg de acerola in natura ou 500g de polpa congelada
-2 copos açúcar
-1 copo de água
-1/2 limão

-Modo de preparo:

 Bata ligeiramente no liquidificador as acerolas com a água. Bata aos poucos, usando o próprio suco da fruta para bater todas as acerolas. Coe grosseiramente e acrescente o açúcar e o limão. Leve ao fogo e deixe apurar. De vez em quando, mexa com uma colher de pau. A geléia demora até chegar ao ponto certo e esse é o segredo para que ela fique mais gostosa. O deco estará pronto quando estiver com aspecto brilhante, e ao mexer, for possível ver o fundo da panela.

-Dica:

Não bata demais as acerolas no liquidificador. O bagaço da fruta pode criar um resíduo fininho, o que afetará o sabor da polpa.

E para inspirar, confira as belíssimas fotos de nosso pé de acerola:
















                                                                                                                                     
Gabriela Zaleski




quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Aluna que participou do Dia do Campo Limpo no CEA Polonês vence etapa nacional de concurso de redação


O CEA Polonês recebeu no dia 17 de agosto o evento que promoveu o Dia Nacional do Campo Limpo, promovido pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (InpEV). Entre as atividades do evento estava a criação de uma redação para participação em concurso nacional, que teve como tema em 2012, “Minha atitude para transformar o planeta em um lugar melhor para viver”.

A aluna Karyn Lima, da Escola Municipal de Tempo Integral Professora Ana Lúcia de Oliveira, participou do evento no CEA Polonês e criou sua poesia, que foi uma das vencedoras da etapa nacional do concurso. Que nesta edição trouxe como tema “Minha atitude para transformar o planeta em um lugar melhor para viver”.

Parabéns a aluna vencedora Karyn. Segue a poesia da aluna.

Os combinados do mundo
Para um mundo melhor
Precisa de capricho
Para começar
Vamos cuidar do lixo

Apagar as luzes ao sair de casa
Já sinto o cheiro do amor
O planeta está se desenvolvendo
E as pessoas sentindo o sabor

Que tal pedir uma carona?
Assim não tem tanta poluição
Não é vergonha pedir carona
Pelo menos o mundo terá salvação

E se for lavar o carro
Não precisa ficar ligada a mangueira
Pegue o balde, encha de água
Pronto resolvido, tirou a poeira

E se você quer um mundo melhor
Faça todos esses combinados
Assim terá o que deseja
E da natureza terá cuidado.

Dia Nacional do Campo Limpo

Para marcar o Dia Nacional do Campo Limpo, a central de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos de Campo Grande, que é gerenciada pela Associação Campograndense das Revendas Agrícolas (Acra), realizou em agosto, no CEA Polonês, atividades culturais e educacionais que incentivam a preservação do meio ambiente. O evento contou com a visita de escolas rurais como a Escola Municipal Darthesy Novaes Caminha, Escola Municipal Professora Ana Lúcia de Oliveira, entre outras com alunos do 4° ao 5° ano que desde muito cedo acompanham os pais nos trabalhos no campo e com a presença da Policia Ambiental que apresentou palestras de conscientização ambiental e teatro.

Katia Tavares
DRT/MS 352
Com informações do CGNotícias

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Casa sustentável incentiva a educação ambiental para crianças

Com um estande mostrando uma maquete da casa sustentável que fica localizada dentro do Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini, todos que visitaram a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2012 MS, que aconteceu durante a semana passada entre os dias 16 a 19 de outubro, no Armazém Cultural, puderam observar quais tecnologias sustentáveis foram utilizadas no projeto da casa.

A curiosidade dos alunos das escolas que visitaram a semana e famílias que por ali passaram era notória, querendo saber o que seria necessário fazer para ter uma casa sustentável e como funciona o projeto.

De acordo com a coordenadora responsável do CEA Polonês Fernanda Kolaceke, o interesse das crianças em ajudar o meio ambiente tem crescido bastante nos últimos anos, com isso elas querem aprender como funciona a casa e tudo que envolve o meio ambiente para que assim eles possam conscientizar seus amigos, familiares e professores.


 Para conhecer a casa sustentável, ver como ela funciona e ainda aprender muito mais sobre como cuidar e ajudar o meio ambiente, chame os seus amigos e peça para sua professora agendar uma visita ao CEA Polonês pelo telefone 3314-3294. Localizado na rua Corveta, número 141 - Carandá Bosque.


Vanessa Albuquerque

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

CEA Polonês será expositor na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2012

O CEA Polonês irá participar da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2012 MS, que acontece entre os dias 16 e 19 de outubro, no Armazém Cultural com a exposição das tecnologias sustentáveis utilizadas no projeto da Casa Sustentável, que está situada dentro do CEA. A entrada é franca.





segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Crianças vão crescer com 100 mil novas árvores


A oportunidade vai ser dada aos alunos do ensino fundamental da rede pública de Campo Grande, em comemoração a um Dia da Criança para ser lembrado no futuro. Afinal, eles moram numa cidade que acaba de ganhar mais 100 mil novas árvores que, como as crianças, precisam de cuidados. A motivação vem reforçada pela distribuição de dez mil livros “Um, dois e... CLICK !”, uma obra literária, de autoria de Patrícia Engel Secco, que trata do tema arborização.

Essa iniciativa pela conservação do verde, que é uma das identidades culturais da Capital de Mato Grosso do Sul, será realizada graças a doação, pelo Programa de Educação Ambiental da Enersul, desse expressivo volume de publicações.

O material será entregue nesta terça-feira, às 9 horas da manhã, em um dia em que as secretarias municipais de Educação e Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano vão reunir crianças no Centro de Educação Ambiental Polonês. O objetivo é levar ao público infantil, de maneira lúdica, orientações e estímulo para motivar os cuidados que todos devem ter para crescer contribuindo com o desenvolvimento de uma cidade sustentável.

Com o projeto “Um,  dois e... CLICK!” a Enersul potencializa os programas que Campo Grande desenvolve para a preservação do meio ambiente e que influenciam diretamente na qualidade de vida  da população. O mais recente foi a comemoração ao Dia da Árvore em 21 de setembro, quando, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e as instituições parceiras distribuíram 100 mil mudas de árvores. Todas as mudas foram produzidas no Viveiro Flora do Cerrado, da Semadur, fruto de uma cidade comprometida com o verde.

Agora é sensibilizar a população para os cuidados com a arborização urbana e conscientizar o futuro cidadão de sua responsabilidade no processo de arborização, já que o livro “Um,  dois e... CLICK!” foi concebido para enriquecer o conhecimento das crianças mostrando, por exemplo, que, além do conforto da sombra, uma única árvore pode servir de abrigo para mais de cem espécies diferentes de vida. Outro ponto relevante é a atenção na escolha da espécie e lugar adequado de plantio. É uma pequena semente para a comunidade ver brotar, crescer e frutificar com muita energia.

A Semana da Árvore 2012 foi uma realização da Prefeitura de Campo Grande, Alvorada Materiais de Construção e Blink 102, com apoio da Enersul, Nautilus Engenharia, Organoeste, Engegrande, MGR Incorporações, SF Sistema de Fôrmas de Concreto, Coca-Cola Femsa, Brookfield Incorporações, Madeireira Madecal, VBC Engenharia, Ferro Center, Supermercados Comper e Camiseteria Berrante, parceiros que acreditam que, com responsabilidade socioambiental e com a participação ativa da população, é possível fazer de Campo Grande um lugar cada vez melhor de se viver.

Assessoria Enersul

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

CEA Polonês sedia audiência pública para implantação do PCPV

Sociedade participa com contribuições em audiência pública.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento, Marcos Cristaldo, presidiu a audiência pública para implantação do Programa de Controle de Inspeção Veicular e Ambiental. Sociedade, órgãos públicos e empresas que atuam no setor estiveram presentes no evento que aconteceu na manhã da última sexta-feira, 29 de setembro, no Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini – CEA Polonês. O titular da Semadur aproveitou a oportunidade para agradecer o empenho dos técnicos dos órgãos municipais envolvidos no desenvolvimento do Plano de Controle de Poluição Veicular (PCPV).

Marcos Cristaldo abriu sua apresentação com o histórico das leis e resoluções que norteiam e estabelecem a elaboração e implantação do PCPV e as diretrizes do Edital, com a exposição da minuta do edital de licitação, na modalidade de concessão, para a empresa que será contratada para realização da inspeção veicular. Deste modo, tornando público os procedimentos que serão realizados para a conclusão do edital de contratação da empresa que será responsável pela inspeção veicular.

Para o secretário, a audiência foi importante pelas muitas contribuições técnicas ao edital. “A audiência pública cumpriu o seu papel, de abrir espaço à sociedade e a mesma participou ativamente, principalmente com relação a ponderações técnicas. Após concluirmos esta etapa, faremos o lançamento do Edital”, explicou Marcos, que ainda pontuou os beneficias dessas inspeções “Os benefícios serão inúmeros, tanto para o meio ambiente quanto para a saúde da população, com a redução da emissão de gases poluentes”.

Também compuseram a mesa de autoridades durante a audiência pública, Marcelo Luiz Bonfim do Amaral, diretor-presidente da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Campo Grande (Agereg), Rudel Espíndola Trindade Júnior, diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), Rodrigo Dalpiaz, representante da Procuradoria Geral do Município (PGM) e Terezinha Azambuja Ferreira, representante da Central Municipal de Compras e Licitação (Cecom).

Dentro os órgãos públicos e empresas presentes na audiência pública, estavam representados o Conselho Nacional de Trânsito (Cotran), o Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMTI), o Instituto de Perícias Científicas, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, o Ministério Público Estadual (MPE), a Câmara Municipal de Campo Grande, o Instituto de Pesquisa de Mato Grosso do Sul (IPEMS), Revisa Inspeção Veicular, Sentec Ltda, Dekra Brasil e ICE Cartões.

Plano de Controle de Poluição Veicular – PCPV
O objetivo do plano é proporcionar a redução da emissão de gases poluentes veiculares, visto que a frota de veículos em Campo Grande teve um aumento considerável. Segundo dados do PCPV, em 2003 eram estimados mais de 157 mil veículos. Em 2010, este número saltou para quase 400 mil veículos, somando uma emissão de aproximadamente 20 mil toneladas de poluentes lançados na atmosfera. Em 2012, essa frota ultrapassa os 430 mil veículos. Os principais poluentes lançados na atmosfera pelos veículos são provenientes do processo de combustão incompleta.

Consulta pública via internet
As minutas de Edital e o respectivo instrumento de contrato estão disponíveis no site da Prefeitura de Campo Grande, no endereço eletrônico www.capital.ms.gov.br/consultapublica para consulta pública, desde o dia 17 de setembro. Através da qual, até o dia 17 de outubro, todo e qualquer cidadão poderá apresentar sugestões e contribuições sobre o assunto, sendo encaminhadas exclusivamente via internet.

Os comentários e sugestões deverão ser fundamentados, referindo-se aos itens ou cláusulas da minuta do Edital e/ou do instrumento de contrato, fazendo-se acompanhar de textos alternativos ou substitutivos, quando forem apontadas necessidades de inclusão ou alteração parcial ou total de qualquer dispositivo.

A Prefeitura esclarece que todas as participações e contribuições deverão ter sua autoria identificada e serão registradas por meio eletrônico, de forma a preservar a integridade de seus conteúdos e o seu máximo aproveitamento como subsídios ao aprimoramento da normatização do procedimento a ser deflagrado.




Katia Tavares
Mtb/MS 352
Fotos: Vanessa Albuquerque

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Veja quais serão as espécies distribuídas na Semana da Árvore


No próximo domingo, 23 de setembro, a partir das 9 horas haverá distribuição de 60 mil mudas à população.

Aproveite esta oportunidade, traga sua família! Vamos todos juntos fazer de Campo Grande uma cidade mais arborizada.
Abaixo informações sobre as espécies de árvores frutíferas e não frutíferas que serão distribuídas nos seguintes pontos:

• Avenida Afonso Pena com a Rua 13 de Maio
• Avenida Gury Marques com Avenida Interlagos
• Avenida Mato Grosso com a Rua Ceará
• Avenida Júlio de Castilho com a Orla Morena
• Joaquim Murtinho com Marquês de Pombal
• Trevo Imbirussú



Katia Tavares
MTE/MS 352

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Reunião extraordinária do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania acontece nesta quarta-feira, no CEA Polonês


A coordenação geral do Fórum Municipal do Lixo e Cidadania (FMLC) promove nesta quarta-feira (19), a partir das 14 horas, sua primeira reunião extraordinária. O encontro acontecerá no Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini - CEA Polônês - e visa à apresentação das propostas e atividades que serão desenvolvidas pelas comissões permanentes e temporárias.

A critério de seus membros, o Fórum poderá instituir comissões para tratar de assuntos e demandas específicas, cujos temas e componentes serão deliberados em reunião, sendo os resultados apresentados aos demais integrantes para sua aprovação e deliberação. Cada comissão, permanente ou temporária, deverá ser composta de no mínimo de cinco integrantes.

O Fórum terá as seguintes comissões permanentes e respectivos objetivos:
• Comissão Social: debater e realizar ações que tratará das questões relativas aos catadores, suas famílias e crianças no lixão;
• Comissão de Projetos: elaborar projetos e encaminhar para busca de recursos financeiros, bem como, acompanhar e fiscalizar recursos recebidos e gastos em ações apoiadas pelo Fórum;
• Comissão da Coleta Seletiva: acompanhar a implementação dos programas e projetos públicos e privados de coleta seletiva que estejam acontecendo no município;
• Comissão de Educação Ambiental: desenvolver ações educativas socioambientais para os integrantes do fórum e que tenham alcance em nível municipal;
• Comissão da Cadeia Produtiva dos Resíduos Sólidos: sugerir a criação da bolsa de resíduos, a compilação do cadastro de toda cadeia produtiva dos resíduos sólidos, otimizando informações para fortalecer ações que agreguem todos os atores de interesse para gestão correta dos resíduos.

O Fórum é um espaço plural e democrático composto por pessoas, entidades governamentais, não governamentais, associações, cooperativas e representantes da iniciativa privada envolvidos direta ou indiretamente com a gestão dos resíduos. É no Fórum que serão realizados debates, proposição, articulação, apoio técnico, capacitação e sensibilização para a adequada gestão e manejo dos resíduos sólidos urbanos de Campo Grande.

Serviço: O CEA Polonês está localizado na rua Corveta, nº 141 – Bairro Carandá Bosque. Mais informações sobre o Fórum pelo telefone 3314-3294 ou através do email:dfpe.semadur@gmail.com.






Katia Tavares 
Mtb/MS 352

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

CEA Polonês comemora um ano com entrega premiação da Gincana Ecológica


Na data em que o Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini (CEA Polonês) comemorou um ano do início de suas atividades, 30 de agosto, como parte das festividades foram entregues os prêmios às escolas vencedoras da Gincana Ecológica, promovida pelo CEA Polonês.

As três ecolas melhores colocadas no ranking recebem prêmios
O evento aconteceu na tarde de ontem, no gabinete da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e as premiações foram entregues pelo secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Cristaldo, que parabenizou os alunos e destacou a forma de praticar a educação ambiental oferecida pelo município “Parabéns aos alunos e às escolas que visitaram e participaram da gincana. Nossa secretaria está sempre de portas abertas às escolas. Nos CEA’s nós buscamos destacar a política ambiental desenvolvida pela Prefeitura e os conceitos de educação ambiental. Todo esse aprendizado fica mais fácil quando é feito em um local que pode exemplificar essa realidade, assim como são os CEA’s”.

Cristaldo com representantes da escola Maestro João Correia Ribeiro
O secretário anunciou que em setembro mais um Centro de Educação Ambiental, o terceiro em Campo Grande, será inaugurado. Atualmente, a Capital conta com dois CEA’s. O primeiro a ser inaugurado foi o CEA Polonês, localizado no Carandá Bosque e o segundo é o CEA Imbirussu, no complexo Imbirussu-Serradinho.

A gincana é realizada semestralmente, entre os alunos do 8° e 9° do ensino fundamental e os alunos do ensino médio, onde são apresentadas atividades e questionamentos sobre questões ambientais. A cada acerto a escola acumula pontos e vai para o ranking. Ao final do semestre as três escolas com melhor pontuação são premiadas.

Cristaldo com representates da escola Prof. Clarinda Mendes de Aquino
A escola campeã na gincana recebe uma fábrica para a reciclagem de papéis e oficina para capacitação deste processo; a segunda colocada recebe cinco oficinas voltadas à reciclagem, que serão ministradas na própria escola e a terceira colocada receberá uma coletânea de filmes sobre educação ambiental. Todas as escolas também receberam livros sobre educação ambiental.

A Escola Estadual Professora Clarinda Mendes de Aquino, no Jardim Petrópolis, foi a campeã da gincana, com a soma de 4.550 pontos, a segunda colocada foi a Escola Estadual Hércules Maymone, com a soma de 4.470 pontos, no Itanhangá e a terceira colocada foi a Escola Municipal Maestro João Correia Ribeiro, no Jardim Campo Novo, com 4.445 pontos.

Cristaldo com representantes da escola Hércules Maymone
Esta é apenas uma das inúmeras atividades promovidas no local, cujo objetivo é contribuir para a promoção e apoio ao processo de educação ambiental em Campo Grande. As ações realizadas no CEA Polonês são mantidas por meio de parceria com a construtora Rossi e a concessionária do serviços de energia elétrica Enersul.

O CEA Polonês oferece agenda permanente de visitas escolares, além de promover, realizar e sediar atividades e eventos ligados às questões ambientais.

  
Katia Tavares
DRT/MS 352


quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Referência em educação ambiental, CEA Polonês comemora um ano de atividades

O Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini, o CEA Polonês, completa nesta quinta-feira, 30 de agosto, um ano de atividades.


Visita a Casa Sustentável
Por entre o espaço verde e as trilhas ecológicas do local, já passaram mais de 150 escolas, projetos e alunos de graduação. Crianças, jovens e adultos cada vez mais preocupados com as questões ambientais, encontram no CEA, um aliado para reflexões sobre o meio ambiente.

Com uma estrutura completa, que conta com auditório, espaço multiuso, trilha ecológica, espaços de convivência, entre outros, o CEA Polonês, além das visitas, também recebe frequentemente eventos ligados ao meio ambiente.

Marcos Cristaldo, secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, destaca a importância da educação ambiental “O centro de educação ambiental é um espaço importante para disseminarmos as políticas ambientais do município. Aqui apresentamos e exemplificamos os conceitos de educação ambiental. Percebemos que a consciência ambiental da população está mudando, logicamente que é um trabalho lento, porém fundamental. O envolvimento e participação das escolas, com visitas ao CEA, crescem cada vez mais, este é um público que fomenta a educação ambiental”.

O CEA Polonês busca sempre inovações em seu espaço e atividades, para tornar cada vez mais acessível e atrativo os ensinamentos ambientais. Os resultados de um ano de trabalho e dedicação são visíveis a cada visita. À sombra das árvores e às margens do córrego Sóter, as sementes da educação ambiental são plantadas.

Para comemorar a data, o CEA recebeu alunos do oitavo ano da Escola Municipal Nagen Jorge Saad com bolo e decoração ecologicamente correta, feita a partir de materiais que seriam descartados.






Assessoria Semadur

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Moda e Sustentabilidade


A palavra da moda é sustentabilidade e a própria moda tem refletido das maneiras mais diversas; seja através da substituição de certos materiais por outros, durante a fabricação de um acessório ou de uma peça de roupa; da reciclagem de materiais na produção de itens ou na customização e posterior reaproveitamento de um jeans.
Muito se fala na mídia da linha eco-friendly; tintas que não desbotam e que é fabricada através de procedimentos menos danosos ao meio ambiente. Mas agora o assunto são os bazares, brechós. e roupas recicladas.
Indumentárias de segunda mão está na moda. A novidade vinda da Europa são as grifes vendendo peças usadas de seus próprios estoques. No Brasil a moda ainda não pegou, mas os bazares e os brechós virtuais têm-se popularizado a cada ano
Nos últimos anos, as indústrias têm procurado meios de produção menos impactantes e utilizado materiais mais duráveis, cuja produção polua menos. A onda eco-fashion, como vem sendo chamada, tem chamado a atenção de grandes empresas e grifes de renome. A preocupação com a qualidade e na produção com os menores ônus para o meio ambiente enseja a tomada de postura por parte dos donos de grandes fábricas.

Clique aqui e veja as fotos do seu colégio.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

No Dia Nacional do Campo Limpo alunos de escolas rurais da Capital são orientados como descartar corretamente vasilhames

O Dia Nacional do Campo Limpo foi instituído no calendário brasileiro em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008. Desde sua 1ª edição, mais de 600 mil pessoas participaram do Dia Nacional do Campo Limpo em todo o país. A celebração da data é realizada pelas centrais de recebimento de embalagens vazias, com apoio do inpEV e seus associados fabricantes de defensivos agrícolas e entidades representativas do setor (Abag, Aenda, Andav, Andef, Aprosoja, CNA, OCB e Sindag), organizações públicas (governo municipal e estadual) e privadas, além de outros apoiadores locais. 

Realizada há sete anos em todo o país, a comemoração do Dia Nacional do Campo Limpo reúne os envolvidos no Sistema Campo Limpo, entre eles o Instituto Nacional de Processamento de embalagens vazias (inpEV), instituto que representa a indústria fabricante de defensivos agrícolas na destinação desse material, e a comunidade do entorno das centrais de recebimento de embalagens vazias para compartilhar os resultado desse sistema. 

Para marcar o Dia Nacional do Campo Limpo, a central de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos de Campo Grande, que é gerenciada pela Associação Campo Grandense das Revendas Agrícolas (Acra), realizou na semana passada (sexta-feira 17), no CEA Polonês (Centro de Educação Ambiental) Leonor Reginato Santini, atividades culturais e educacionais que incentivam a preservação do meio ambiente. O evento contou com a visita de escolas rurais como a Escola Municipal Darthesy Novaes Caminha, E.M. Professora Ana Lúcia, entre outras com alunos do 4° ao 5° ano que desde muito cedo acompanham os pais nos trabalhos no campo e com a presença da Policia Ambiental que apresentou palestras de conscientização ambiental e teatro.
Vanessa Albuquerque

Crianças assistindo apresentação de fantoches

 CEA Polonês


sábado, 11 de agosto de 2012

Empresa incubada fabrica mil sacolas com material reciclável

Começou no dia 07.08 em Campo Grande, o Fórum de Educação Ambiental, promovido pelo governo do Estado e entregou aos participantes mil sacolas fabricadas pela empresa Campo Grande à Tiracolo pertencente a Incubadora Municipal Zé Pereira/Sedesc.
A empresa começou a produzir as bolsas carteiras no último mês de janeiro e para confecção desse material foram utilizados aproximadamente mil e duzentos metros de lona de banner.
Segundo a proprietária da empresa, Monique Klein, esses banners são doados por colaboradores e, muitos doadores são fixos como a empresa Artcom. “Essa foi uma grande oportunidade de mostrar que empresas incubadas podem crescer se houver um investimento no potencial dos pequenos empreendedores”. Costurar mil bolsas foi um grande desafio, mas a nossa equipe realizou o pedido com sucesso, estamos realizadas “afirmou Monique”.  Neste Fórum será definida a política de Educação Ambiental do Mato Grosso do Sul e as palestras estão acontecendo até a próxima quinta-feira, na Universidade Católica Dom Bosco.  
Também houve as visitas ao Centro de Educação Ambiental –Leonor Reginato Santini, nos dias 07 e 08, no qual foi apresentado todo processo da educação sobre o meio ambiente com as crianças e adolescentes do ensino fundamental e médio.

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Celular da Motorola feito de garrafas plásticas

A Motorola acaba de lançar um novo  celular ecologico, o MOTOTM W233 Eco é o primeiro celular do mundo feito com plástico reciclado.. Tem até uma carinha eco!
Embalagem e manual também são eco-responsáveis,produzidos a partir de papel reciclado. O aparelho tem 25% da sua estrutura externa feita a partir de garrafas plásticas, e bateria com  com até nove horas de conversação. É também o primeiro telefone do mundo que traz o certificado CarbonFree.
Por meio de uma parceria com a Carbonfund.org™, a Motorola compensará todo carbono emitido na fabricação, distribuição e uso do celular com investimentos em projetos de preservação, reflorestamento e energia renovável. No Brasil, os recursos serão destinados para um programa de tratamento de água, localizado em Vargem Bonita (SC). Este processo prevê a coleta do gás metano durante o tratamento de efluentes, evitando que o mesmo seja emitido para o meio ambiente e, desta forma, diminuindo o impacto do aquecimento global.

O direito absoluto de meninas e meninos à vida traduz o comprometimento necessário da sociedade em geral com o meio ambiente.

Participação infantoadolescente


Crianças, adolescentes e jovens também tem desenvolvido ações próprias relacionadas às questões ambientais. Cada vez mais grupos de temática socioambiental tem dedicado aos mais jovens lugares de destaque na discussão ambiental. É o caso da Youth Blast, evento que precedeu a Rio+20, e de onde jovens e adolescentes discutiram propostas para serem levadas ao evento principal.
Os temas tratados desde a infância, em especial, no ambiente escolar, ganham um novo olhar sobre estas questões e assim termos como consumo consciente, reaproveitamento de recursos e desenvolvimento rural sustentável passa a fazer parte do discurso de crianças e adolescentes de todas as idades.

Clique aqui e veja as fotos do seu colégio.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

CEA recebe evento de abertura oficial da programação de aniversário dos 113 anos de Campo Grande


Nesta manhã, mais de 100 pessoas que atuam como lideranças dos 74 bairros de Campo Grande estiveram reunidas no Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini - CEA Polonês, com o prefeito Nelson Trad Filho, para conhecer a programação de aniversário dos 113 anos de Campo Grande, cuja agenda terá início nesta terça-feira (1°) com o lançamento da Incubadora Tecnológica Estrela Dalva. O evento será às 14h, na rua Marquês de Leão, 1.214, bairro Estrela Dalva.

Ao todo, estão programados mais de 200 eventos entre inaugurações de obras, assinaturas de ordens de início de serviços, entrega de mais de 20 academias ao ar livre, além de uma extensa programação cultural e de lazer, como o show de Michel Teló, no dia 26 de agosto, data em que a cidade completa 113 anos.

Antes de apresentar os eventos, cujo investimento supera os R$ 200 milhões, Nelsinho aproveitou para agradecer às lideranças das sete regiões urbanas da cidade, o empenho e contribuição para com a administração municipal. “Vocês são fundamentais para que possamos alcançar o patamar em que Campo Grande se coloca hoje. Ninguém consegue dirigir uma cidade sem a participação da população. Junto com o poder público, são vocês quem sonham, acreditam e fazem as coisas acontecerem. Desde o início da nossa primeira gestão, priorizamos a política de administrar junto dos líderes de bairros, que são a voz das comunidades e nos apresentam com responsabilidade as prioridades para cada setor. Isso funciona e prova disto é o desenvolvimento acelerado que atingimos. Campo Grande hoje se destaca na área da educação, saúde, lazer e muitas outras”, afirmou o prefeito.

Segundo o prefeito, todos os anos a Prefeitura promove, no período de aniversário da cidade, uma pesquisa de satisfação com a população em relação à administração municipal. Durante o evento, Nelsinho anunciou que os números deste último levantamento superaram as expectativas. “Foram mais de 90% da população que aprovaram a nossa administração e afirmaram que Campo Grande é a melhor cidade par se viver. Essa constatação nos dá orgulho por saber que estamos no caminho certo”, declarou o chefe do Executivo Municipal.
José Arantes de Souza, liderança da Região Urbana do Anhanduí, disse que a região aprova a atual administração. “Desde o início da gestão do prefeito Nelsinho, nossa região tem sido bem assistida. Recebemos diversas obras e sabemos que precisamos dar prioridade. Temos a consciência de que as coisas, infelizmente, não funcionam de imediato por conta de recursos que precisam ser viabilizados. Mas relacionamos o que é mais importante e, dentro desse critério, a Prefeitura nos auxilia muito bem”, disse.

Outra liderança, da Região Urbana do Imbirussú, o presidente da associação de moradores da Vila Almeida, João Neudo, disse que aquela região é grata ao prefeito pelo trabalho que executou e que possibilitou, nos últimos anos, a transformação dos bairros que fazem parte daquela região. “Só o Parque Linear já responde. Posso citar também a revitalização da Duque de Caxias, da Julio de Castilho. Enfim, a Prefeitura cumpre todos os compromissos que tem feito e ganhamos muito com isso”, considera Neudo.

Já a presidente do Parque Dalas, Mariceia Ferreira, que faz parte da Região Urbana do Bandeira, disse que a região foi beneficiada, principalmente em infraestrutura urbana. “Recebemos asfalto, obras de drenagem e existem outras já encaminhadas pelo prefeito. Sabemos da responsabilidade do Nelsinho em atender aquilo a que se propõe e neste sentido não temos do que reclamar. Ele fala e faz e a cidade só tem a ganhar com isso”, afirmou Mariceia.

Estiveram presentes à solenidade, além dos líderes comunitários, todos os titulares das secretarias e fundações do Município e o secretário de Estado de Habitação, Carlos Marun.

Eliza Moreira
DRT/MS 106

terça-feira, 31 de julho de 2012

Prefeito Nelson Trad Filho visitará CEA Polonês

Amanhã (01.08), às 09 horas, o prefeito Nelson Trad Filho estará presente no Centro de Educação Ambiental Leonor Reginato Santini - CEA Polonês para o lançamento do aniversário de Campo Grande - 113 anos.

Preservar é Preciso

TINTA ECOLÓGICA 


Projeto Cores da Terra. a tinta à base de terra não deixa a desejar com relação aos produtos industrializados e ainda tem a vantagem de ser sustentável e não agredir a natureza. Outras vantagens são: A tinta é antialérgica, pois não possui cheiro, e é acessível à população de baixa renda. A tinta pode ser preparada com uma mistura de cola branca ou com grude, uma goma feita de polvilho azedo ou de tapioca. O material misturado ao grude deve ser aplicado apenas em ambientes internos, secos e arejados. O da cola pode ser usando tanto dentro quanto fora de casa. A terra utilizada poder ser argilosa(paredes finas e lisas) ou arenosas(paredes texturizadas).As cores mais comuns são as de tonalidades amarela, vermelha, alguns tons de goiaba, pêssego e salmão. Os tons azuis e verdes são obtidos através do acréscimo do pigmento de plantas.

Outras receitas caseiras para fazer tintas

1) Guache: Ingredientes: 100 g de pó de pintor; 30 g de glicerina; 60 g de goma arábica. Modo de fazer: Misturar tudo e passar três vezes por peneira fina. Cozinhar em banho-maria, mexendo sempre. Guardar em vasilha de vidro. Ao usar, dissolver em água para obter melhor rendimento.
2) Anilina Ingredientes: Pó de pintor a gosto; uma colher de chá de gesso; uma colher de sopa de goma arábica; água suficiente para dissolver. Modo de fazer: Misture tudo. Quanto mais goma arábica for colocada, mais brilhante ficará a anilina. Colocar em vidros fechados.

Como plantar uma árvore

Escolha do local para plantio da muda.

O local para plantio da muda deve ter espaço suficiente para que a futura árvore possa desenvolver a sua copa. A muda não pode ser plantada muito próxima de casas, muros, etc.
A distância mínima entre uma muda e outra ou mesmo entre a muda e uma casa, deve ser no mínimo de 5,0 metros. Deve-se evitar também o plantio da muda sob a linha de energia elétrica.
Preparo da cova de plantio
A cova (buraco) onde será plantada a muda deve ter as dimensões de:
   40 cm x 40 cm de boca,
   40 cm de profundidade.
Ao abrir a cova, a terra retirada deve ser aproveitada para o enchimento do buraco.

Adubação

Para garantir um melhor crescimento da muda, é recomendável que se faça uma adubação na cova antes do plantio utilizando-se 150 gramas de calcário, 200 gramas de superfosfato simples e adubo orgânico (esterco) bem curtido.
Primeiro faz-se a mistura de 3 partes de terra com uma parte de adubo orgânico e depois acrescenta-se o calcário e o superfosfato.
Essa mistura deve ser utilizada no enchimento da cova.
O calcário e o superfosfato simples podem ser encontrados nas lojas que vendem plantas, produtos agrícolas ou mesmo em alguns supermercados.
Preparo da muda
Normalmente as mudas são produzidas em sacos plásticos, no entanto podem ser utilizados outros tipos de embalagens como latas e tubetes. No momento do plantio, a embalagem (saco plástico ou outros) que envolve a muda deve ser retirada com cuidado para que o torrão que protege as raízes não se quebre.
Para facilitar a retirada, segure a muda deitada com uma mão e com a outra, utilizando objeto de corte (faca, tesoura) corte o saco plástico no sentido boca-fundo e com cuidado retire a embalagem plástica.

Sustentabilidade será tema obrigatório no ensino superior a partir de 2013

No último dia da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, o Brasil anunciou a adoção de um compromisso voluntário que pode render bons frutos. A partir do próximo ano, a sustentabilidade deverá constar no currículo acadêmico de todas as universidades brasileiras. 

A intenção é que, futuramente, o tema seja incorporado da pré-escola ao ensino médio. “Não faz sentido ensinar finanças sem ensinar ética ou meio ambiente. Educação superior é o começo, mas tem que ser em todas as séries. Incentivo a todos que façam ações. Não é só compromisso financeiro, precisamos de comprometimento dos governos”, afirmou à Agência Brasil o conselheiro do Conselho Nacional de Educação, Antônio Freitas Junior. 

Embora tenha sido anunciada durante a Conferência, a medida foi publicada no Diário Oficial no dia 18 de junho. A lei especifica apenas que o assunto deverá ser abordado de forma interdisciplinar e contínua, sem necessariamente ser uma disciplina à parte. Na prática, isso significa que é um tema que deve ser abordado em todas as disciplinas, sem ser conteúdo obrigatório de nenhuma. 

Obrigatoriedade - Atualmente, a Educação Ambiental é adotada, também como tema transversal, no ensino básico pelo Ministério da Educação (Mec). Desde abril de 2011, tramita na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados o projeto de lei 876/2011, que propõe alterar a Política Nacional de Educação Ambiental, tornando-a disciplina obrigatória – e, portanto, específica - no ensino fundamental e médio. 

“A sustentabilidade permeia todas as áreas, os enfoques é que são diferentes. Por exemplo, foi descoberto que o gás que sai do motor a diesel causa câncer. Então, um engenheiro mecânico tem que saber muito mais sobre esse assunto”, ressaltou o conselheiro.

Faça sua parte e economize !

Você sabia que...
Escovar os dentes com a torneira aberta utiliza cerca de 80 litros de água.
Lavar a louça com a torneira aberta equivale a 100 litros.
Lavar o carro com a torneira aberta por 30 minutos consome 560 litros.
Lavar a calçada com mangueira utiliza 280 litros.
Banhos longos equivalem ao consumo de 95 a 180 litros de água.   


Energia
 Evite o desperdício: Não deixe luzes acesas sem necessidade. Durante o dia, utilize a luz natural.
 Desligue os aparelhos da tomada: Mesmo não estando ligados, só de estarem conectados à tomada gastam energia. Isso vale também para os eletrodomésticos em stand by (quando fica acessa a luzinha vermelha ou relógio digital).
 Prefira as lâmpadas eficientes: Elas consomem até 75% a menos de energia e duram cerca de 10 vezes mais do que as lâmpadas convencionais.
Tome banhos rápidos: Controlando o tempo do seu banho, você economiza energia e água.
Cuide da geladeira: Troque sempre que for preciso a borracha da sua geladeira e evite ao máximo colocar alimentos quentes dentro dela. Desse modo você impede a perda de calor e economiza energia.
Prefira a escada: Para descer e subir um ou dois andares, prefira utilizar a escada. Assim, você evita o desperdício de energia e ainda mantém a forma.
Dica: Fios mal emendados, desencapados e mal isolados causam a fuga de corrente e, consequentemente, desperdício de energia, além de serem muito perigosos. Fique atento.
Lixo
 Não jogue lixo na rua: Caso não tenha uma lixeira perto, guarde seu lixo até que encontre um local adequado ou até que chegue em casa.
Separe seu lixo: Divida o lixo em materiais orgânicos e recicláveis. Dessa forma, você colabora com a geração de emprego para os catadores e ONGs, além de incentivar a coleta seletiva no seu bairro e a reciclagem de materiais.
Faça um depósito de materiais orgânicos: Com um espaço reservado para o depósito de materiais orgânicos como cascas de frutas, legumes e folhas, você produzirá adubo natural que pode ser utilizado em jardins e plantas.
Seja solidário: Não jogue fora aqueles aparelhos, roupas e sapatos que você não usa mais, doe, eles podem ser úteis para outras pessoas.
Prefira pratos e copos de louça: O plástico, material utilizado nos produtos descartáveis, é um dos maiores poluentes e demora a se decompor no meio ambiente.
Atenção com pilhas e baterias: Pilhas, baterias e aparelhos celulares não devem ser colocados com o lixo comum, pois são compostos por metais perigosos à saúde humana. Procure sempre um posto de coleta. Alguns bancos, lojas de celulares, escolas, postos de gasolina e supermercados possuem espaço destinado ao recolhimento desses produtos.
Compras

Aposte na listinha:
 Fazendo uma listinha de compras antes de ir ao supermercado, além de economizar ou comprando apenas o que realmente precisa, não gera lixo desnecessário.
Não exagere nas sacolas: Um dos grandes problemas mundiais para o meio ambiente é a sacolinha plástica dada nos supermercados. Para colaborar com a natureza, não pegue sacolinhas a mais, utilize apenas o necessário, assim você gera menos lixo. Se puder leve a sua própria sacola para as compras. 
 Prefira os alimentos orgânicos: Dessa maneira, além de ajudar o meio ambiente, você ainda cuida da sua saúde. Optar também por alimentos da estação é uma ótima maneira de economizar na feira e no supermercado.
Se possível, opte por embalagens econômicas: Por serem menores, o lixo produzido por elas também será.
Use pilhas recarregáveis: Elas duram muito mais tempo e, por isso, produzem menos lixo.
Prefira guardanapos de pano aos de papel.
Economize papel: Sempre que possível, utilize os dois lados da folha e só imprima documentos quando for realmente necessário.
Panfletos na rua: Aceite só quando estiver interessado nas informações. E não se esqueça de jogá-los no lixo, nunca na rua.

Saiba mais 

Confira o tempo que a natureza leva para decompor alguns produtos

Papel: de 3 a 6 meses;                                        Pano: de 6 meses a 1 ano;
Filtro de cigarro: 5 anos;                                   Chiclete: 5 anos;
Madeira pintada: 13 anos;                                Nylon: mais de 30 anos;
Plástico: mais de 100 anos;                                Metal: mais de 100 anos;
Borracha: tempo indeterminado;                         Vidro: 1 milhão de anos.
Não há como deixar de produzir lixo, mas você pode diminuir essa produção reduzindo o desperdício, reutilizando produtos sempre que possível e separando os materiais recicláveis para a coleta seletiva. 


Colabore.